TriânguloMineiro.com

Aeromoça demitida vira apresentadora de TV e adia nova foto nua

Voltar

Cidade(s): Uberlândia

Aeromoça demitida vira apresentadora de TV e adia nova foto nua

A vida da comissária de bordo Priscila Cabral, 24 anos, sofreu uma reviravolta desde que resolveu colocar a boca no mundo e contar que foi demitida pela TAM por ter tirado fotos nuas para uma revista masculina. De comissária desempregada em fevereiro, hoje Priscila é apresentadora de TV, virou evangélica e adiou os planos de tirar a roupa novamente.
    Sondada pela "Playboy', a comissária preferiu primeiro resolver sua disputa judicial com a TAM para depois decidir se aceita a proposta de posar nua. Mesmo que a "Playboy' não queira mais as fotos da ex-comissária da TAM, ela tem mais duas oportunidades de tirar a roupa para uma revista feminina. Priscila recebeu propostas da "Penthouse' e da "Sexy' para posar nua.
    "Apareceram tantas oportunidades boas na minha vida que preferi resolver alguns problemas primeiro, como minha audiência final com a TAM, para depois analisar melhor essas propostas', disse.
    Exemplo dessas mudanças é a nova carreira profissional de Priscila, que agora divide o seu tempo entre as aulas que dá para um curso de formação de comissários e a apresentação de dois programas de TV. Os programas são transmitidos pelos canais 21 e 96.
    Em função da nova carreira, Priscila voltou a estudar. Está cursando rádio e TV, mas pretende entrar numa faculdade de jornalismo. "Adorei esse mundo. Descobri que tenho afinidade com comunicação e pretendo dar continuidade a essa carreira.'
    De olho em seu dom para a comunicação, Priscila também está colocando o pé no mundo editorial e se prepara para lançar um livro. "Vou contar histórias da aviação. Coisas estranhas, engraçadas ou humilhantes que já aconteceram com pessoas famosas e gente que trabalha no setor aéreo.'
    A vida religiosa da ex-comissária também mudou. Depois que a história de sua demissão apareceu em várias publicações e programas de TV, seu ex-namorado, integrante do grupo Art Popular, a levou para a igreja Renascer e Priscila virou evangélica.
    "Ele ficou preocupado, disse que já tinha passado por um problema parecido e que a religião tinha ajudado a sair dessa. Acabei sendo levada por ele para a Renascer, me converti e me sinto ótima.'
    Mesmo com a agenda cheia, Priscila não desiste de brigar na Justiça por uma indenização contra a TAM. Em 1999 ela recebeu um cachê de R$ 650 para virar capa da revista "Brazil Sex Magazine'.
    O dinheiro, segundo ela, seria usado para realizar o grande sonho de sua vida: virar comissária. "Estava com o pagamento do curso de comissário atrasado e precisava do dinheiro para prestar o exame de admissão do DAC (Departamento de Aviação Civil).
    Mesmo tendo entrado para a empresa depois da publicação das fotos, a TAM decidiu cortar a comissária quando um exemplar da revista caiu na mão de um dos funcionários da companhia.
    À época, a assessoria da TAM informou que Priscila foi demitida porque houve uma solicitação do grupo de trabalho do qual ela fazia parte, que se sentiu "moralmente ofendido" pelas fotos da comissária.
    A TAM informou que existem regras de conduta a serem seguidas pelo pessoal de atendimento direto ao público. As regras regulam desde o decote das blusas e cumprimento das saias até o penteado e cor das unhas e maquiagem das comissárias.
    "A TAM é a única empresa que não permite que as comissárias usem calça no inverno. As funcionárias têm de usar saia sempre. É uma forma de agradar os passageiros masculinos. Isso é pior do que posar para uma revista masculina', disse Priscila.

fonte:Folha Online

Recomende esta notícia

Clique e conheça o Rio Quente Resorts - PRQ

Compre seu ingresso para o Hot Park no Top Ingressos.

Itens relacionados